COMUNICANDO: Saiba o que muda nas novas políticas de privacidade do Twitter e do LinkedIn

Não é de agora que se discute privacidade na internet. O que os usuários autorizam e deixam de autorizar nas redes sociais gera polêmica há muito tempo, especialmente porque boa parte das pessoas concorda com esses termos sem ao menos saber do que se trata.

No entanto, é de extrema importância saber o que se está cedendo não apenas aos gerenciadores dessas redes, como também aos seus parceiros.

Recentemente o Twitter e o LinkedIn fizeram mudanças em suas políticas de privacidade. Aliás, as duas plataformas foram criticadas pelas novas determinações, uma vez que não houve nenhuma consulta aos membros.

Para ajudá-lo a entender melhor do que se trata essas alterações, listamos o que mudou com essas novas diretrizes. Confira:

LinkedIn

• Informações de terceiros

Com o objetivo de facilitar e agilizar o processo de atualização do perfil, o LinkedIn agora busca dados públicos sobre as conquistas do usuário e sugere opções que podem ser adicionadas ao perfil. Aqui, vale destacar que essa opção pode ser desabilitada pelo usuário.

• Conexões

Agora, a plataforma permite que o usuário veja outros usuários próximos que optam por exibir a localidade. Trata-se de uma maneira de melhorar o estabelecimento de conexão entre perfis. Assim, segundo o LinkedIn, ficará mais fácil encontrar novas conexões.

• Produtividade

No que se refere à produtividade, os sistemas automatizados passam a utilizar informações nas mensagens para sugerir respostas, reuniões e até mesmo “assuntos para quebrar o gelo”, além de insights para ajudar o usuário a realizar conversas importantes. Esse recurso é, na verdade, um bot assistente de mensagens, que pode ser ativado adicionando-o ou mencionando-o em uma conversa.

• Serviços de terceiros

Segundo as configurações do usuário, os parceiros de serviços podem exibir seus perfis aos usuários deles, de forma semelhante a como o perfil público é exibido em resultados de pesquisa. De acordo com o LinkedIn, isso permite que o usuário receba oportunidades mais facilmente.

Twitter

• Transparência e Controle

De acordo com o Twitter, foram lançadas novas configurações de personalização e dados, além da expansão dos dados do Twitter. Com isso, a rede social informa que o acesso às informações será mais transparente, bem como o controle sobre os dados que são usados pela rede será mais detalhado. Essas configurações substituem a configuração não rastrear no navegador que o Twitter utilizava anteriormente.

• Dados da Web

A maneira como os dados de outros websites que integram conteúdo do Twitter são armazenados e utilizados também mudou. A partir de agora, com a intenção de personalizar o conteúdo, anúncios também serão incluídos.

• Compartilhamento de Dados

A forma de compartilhamento de dados não pessoais, agregados e no nível do dispositivo também foi alterada, entrando em conformidade com acordos de parceria que permitem que os dados sejam vinculados ao seu nome, e-mail ou outras informações pessoais, desde que o parceiro tenha consentimento. O compartilhamento desses dados pode ser controlado nas configurações de personalização e dados.

• Personalização em todos os dispositivos

Em sua nova política, o Twitter ainda explica como os dados são utilizados para personalização em todos os dispositivos do usuário, além de conceder ao mesmo mais controle das configurações de personalização e dados em dispositivos que não foram utilizados para acessar o Twitter.

Segurança UOL

Post Autor: Comunicando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *