COMUNICANDO: Itaparica: o Caribe é logo ali

Águas azuis e areia branquíssima a uma ida de barco a partir de Salvador

 

Que a Bahia é linda e é capaz de fazer com que você queira voltar mais e mais vezes, todo mundo sabe! Democrático, o estado tem opções que vão desde pousadas e albergues super em conta até resorts de alto luxo. Os roteiros por ali são muitos então, vamos começar pela região da Ilha de Itaparica, com uma esticadinha até Morro de São Paulo, destino paradisíaco e descolado! Vamos lá?

1

– Chegando à Salvador:

O ponto de partida para chegar à ilha é a capital baiana, Salvador, de onde pega-se o ferry boat no Terminal de São Joaquim com destino à Bom Despacho. Para fazer uma viagem tranquila, contemplando o azul infinito do mar à sua frente, o ideal é pegar os primeiros horários de saída das embarcações já que elas saem cheias para Itaparica, tanto de turistas quanto moradores locais.

 

Então, se o horário de seu voo ou ônibus não te permite embarcar até, no máximo, 10h, considere chegar um dia antes. O mesmo vale para a volta: saia da ilha um dia antes do retorno para sua cidade de origem, evitando imprevistos e transtornos com horários. Afinal, não é nenhum sacrifício aproveitar para dar uma volta no Pelourinho ou pela agitação Ondina-Barra-Rio Vermelho.

Outra consideração é quanto à bagagem. O acesso às embarcações é feito por escadas íngremes e estreitas, portanto, evite levar malas de puxar, dando preferência a mochilas, facilitando o embarque e, até mesmo, sua acomodação a bordo. Inclusive, você vai me agradecer por essa dica caso passe alguns dias em Morro de São Paulo e não precisar arrastar uma mala imensa ladeira acima!

 

– A Ilha de Itaparica:

Chegando a Bom Despacho, caso sua opção de hospedagem já não inclua um traslado (o que, sinceramente, não compensa, pois os preços cobrados são absurdos), pegue um taxi até sua acomodação. Ok mas, e onde ficar? O município é pequeno mas, oferece boas opções para todos os bolsos.

O Club Med Itaparica (diárias a partir de R$800), situado na Praia da Conceição, faz o tipo “resortão”, cujo ponto forte é a animada equipe de recreadores o regime All Inclusive (refeições e bebidas inclusas). Sócios e dependentes podem desfrutar do Grande Hotel Sesc Itaparica, localizado na Praia do Forte. Apesar de ser frente praia, não dá acesso direto a ela por ser rodeado por um mangue. Tem equipe de recreadores e inclui duas refeições. Quem não precisa de tanto espaço, pode optar por ficar no Centro ou próximo à Marina de Itaparica, que reúne desde pousadas simples até apart hotéis.

2

Por mais tentador que seja ficar lagarteando sob o sol, vale a pena conhecer o centro histórico da cidade. A caminhada pode começar pela Fonte da Bica, em frente à Marina. Logo adiante, uma visita à Matriz do Santíssimo Sacramento, construída no séc.18 e, na mesma praça, a Igreja de São Lourenço, erguida ainda no séc. 17. Seguindo para o norte, casas coloniais convivem, lado a lado, com mansões beira praia, com vistas deslumbrantes de seus terraços, até chegar à Capela de Nossa Senhora da Piedade e o Forte de São Lourenço.

3

4

Quanto às praias, mais próximas ao centro, estão a Praia do Forte e Ponta da Areia. A primeira é menos frequentada por banhistas mas, vale a pena pelo cenário. Já Ponta da Areia é uma das mais belas e frequentadas da ilha, com coqueiros e areia fina. Os melhores restaurantes se concentram na região da Marina, além do artesanato local, Centro de Informações e o único terminal de Banco 24h da cidade. E aqui, cabe um alerta: o município é pequeno, portanto, o risco de o caixa ficar sem dinheiro é grande. Então, para evitar transtornos, procure sacar valor suficiente já no dia de chegada (ou durante sua pernada pelo centro histórico).

6

Para conhecer as demais praias, é preciso dar a volta pela Ilha de Itaparica. Situada dentro de um condomínio de luxo, Penha tem acesso restrito para carros. No verão, fica repleta de lanchas, jet skis e praticantes de Wind e kitesurfe. Um pouco mais frente, fica a praia da Coroa que tem esse nome porque, quando a maré desce, o mar cede lugar a uma grande coroa de areia. Não espere muita estrutura por lá, então, aproveite mar e a sombra dos coqueirais. A Praia de Conceição hospeda o Club Med, com mar fechado, calmo e vista para Salvador. O resort fica ao sul da ilha e seguranças vigiam o acesso aos não hóspedes sem, no entanto, impedir a visita ao trecho onde são realizados os esportes aquáticos oferecidos pelo empreendimento. Dois quilômetros a frente, fica Barra Grande, vila de pescadores com mar mais agitado (próprio para o surfe), vários condomínios, barracas de praia e a melhor infraestrutura da região.

A próxima parada é Tairu. De beleza singular, é cercada por um vasto coqueiral e recife, além de barracas espalhadas por suas areias que, de tão brancas, chegam a cegar os olhos. O ponto final do tour fica por conta da Caixa Pregos, uma das mais isoladas da Ilha. A praia é praticamente virgem e uma de suas principais atrações é a praça em frente à Marina, onde é possível descansar nas piscinas naturais e saborear os petiscos servidos pelos bares da região.

Além dos tours de praia e passeios de barco pelos manguezais, também é possível dar um pulo a Morro de São Paulo. Para fazer o roteiro, é necessário seguir para Valença (van ou táxi) e optar entre o catamarã e a lancha (mais rápida, porém, um pouco mais cara). Chegando lá, encare, literalmente, morro acima e descubra porque essa vila é tão badalada no verão, sendo destino certo de turistas de todo o Brasil e do mundo.

No centrinho, estão os restaurantes, bancos e lojinhas, distribuídos entre a praça central e as vielas que te levam para a 1a e 2a praia, com suas barracas de praias e piscinas naturais. Caminhe mais um pouco e chegue até a 3a praia, mais exclusiva. Com um pouco mais de coragem (ou uma van particular, se estiver hospedado no Patachocas Resort), vá até a 4a feira e tenha uma imensidão de areias brancas e mar azul, praticamente, só para você.

luciana gomides

 

 

 

 

Post Autor: Comunicando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *