COMUNICANDO: Internet: quem não é visto, não é lembrado!

A internet está cada vez mais presente na vida das pessoas, que buscam hoje mais facilidade e rapidez para solucionar seus problemas. E tem sido o melhor canal para isso, como afirma Felipe Silveira, da empresa Agora Faz.

Mais da metade da população brasileira está online. Até os idosos fazem parte deste grupo. Segundo pesquisa recente do Instituto Locomotiva, somente no Brasil, já são mais de 5,2 milhões de pessoas acima dos 60 anos utilizando a internet, ou seja, 21% da população que está na terceira idade tem o hábito de acessar a rede não apenas para mídias sociais, mas também (e principalmente) em busca de informações, receitas, lojas, mão de obra profissional. A presença das pessoas no universo online tem crescido muito nos últimos tempos. Por isso a importância de sua empresa estar presente na rede.

E a pergunta a ser feita é: o que você está fazendo para mostrar a sua empresa ou o seu produto na internet?

Existem muitas ferramentas gratuitas e de baixo custo, com resultados excelentes, que trazem visualização para sua marca e o seu negócio. Lembre-se: hoje, mais do que nunca, quem não é visto não é lembrado. Vale a pena estar presente no mundo virtual!

O fim da caixa preta

Para Roulien, da Ópera Propaganda, o investimento em publicidade sempre foi um desafio, pois a marca sabe qual o investimento, mas não o retorno. É uma caixa preta. Por isso é natural que os empresários pensem duas vezes antes de ampliarem os investimentos na área, principalmente no momento econômico atual. Mas a internet vem mudando essa realidade, pois tem feito com que a comunicação seja cada vez mais certeira e mensurável.

Nos anúncios online, por exemplo, é possível saber exatamente qual foi a taxa de “retorno” do anúncio, medindo o número de pessoas que realmente entraram em contato com o anunciante. Além disso, é possível vender sem a necessidade de ter uma loja virtual. O próprio inbox do Facebook ou WhatsApp da marca já podem cumprir esse propósito.

Esse novo formato de vendas está revolucionando o mercado rapidamente e permitindo que as marcas cresçam através de um trabalho consistente de publicidade, entendendo mais claramente quanto “custa” trazer cada cliente e, muitas vezes, vendendo diretamente online. Não é à toa que mais da metade de toda a verba de publicidade mundial já está na internet e a média continua subindo.

A publicidade na internet inaugura uma nova era na comunicação das empresas – um investimento racional e escalável que não gera apenas novos clientes no ponto de venda já existente, mas também agrega novos compradores, com custo muito baixo.

Inbound Commerce

O Anderson, da empresa Friweb, é quem dá a dica: seu e-commerce não está vendendo? Temos a solução: Inbound Commerce.

O Inbound Commerce começou com empresas americanas que usavam estratégias do inbound marketing para enriquecer as vendas online. Se a sua empresa já é usuária do e-commerce, você já está em vantagem no seu ramo, porém incrementando o inbound, você avança mais alguns bons passos na sua caminhada empreendedora. O inbound vem crescendo cada vez mais porque promove um relacionamento que vai além da visita e da compra.

São criados mecanismos de conversão para atrair os consumidores que ainda não estão prontos para fechar o pedido no seu próprio site (além de blogs e redes sociais). Então toda essa estratégia tira você das duas opções de venda “vendi e não vendi” e faz com que tenha uma terceira opção, que é a “converti”. Assim que se consegue uma conversão, você já tem os dados necessários do cliente para trabalhar o inbound em uma plataforma de automação de marketing.

O marketing tradicional, onde enchemos os clientes de e-mails com produtos genéricos e ficamos esperando pela venda está ultrapassado. O Inbound Commerce vai unir contexto e conteúdo, construindo um relacionamento e uma fidelização com o seu cliente.

Fonte: A voz da serra

Post Autor: Comunicando

1 pensou em “COMUNICANDO: Internet: quem não é visto, não é lembrado!

    fio de cabelo

    (17 de setembro de 2017 - 19:23)

    Obrigado pelo artigo gostei bastante.
    Muito interessante mesmo! Continue com o bom trabalho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *