COMUNICANDO: Geração Z é a que mais usa devices caros, aponta estudo

Foi divulgado na semana passada o relatório Nilsen Total Audience, que aponta a aderência de diferentes gerações a devices tecnológicos. A geração Z, composta pelos chamados centennials (nascidos entre 1995 e 2010), se mostrou a faixa etária mais propensa a adotar devices caros como smart TVs, consoles de videogames e tablets, com 37%, 73% e 78% de adesão, respectivamente.

Os Millennials (nascidos entre os anos 80 e início dos 90), por sua vez, são os mais propensos a usar devices multimídia e a assinar a serviços de vídeo on demand, tendo essas práticas 43% e 76% de participação entre esta faixa etária, respectivamente. Os mais velhos, no entanto, também estão adotando a este tipo de  serviço em maior volume: 69% da geração X (nascidos nas décadas de 60 e 70) e 51% dos babyboomers (nascidos entre 1946 e 1964) assinam plataformas VOD – pelo menos 10% a mais desde o ano passado, para ambos os grupos. O uso de devices multimídia aumentou 29% entre os baby boomers em relação ao ano passado, percentual que cresceu 23% na geração X.

Os smartphones, por sua vez, já se tornaram um dispositivo de massa, chegando a 97% dos centennials e millennials, 95% da geração X e 86% dos baby boomers. O estudo foi feito com consumidores dos Estados Unidos e é referente ao primeiro trimestre de 2017.

Confira os gráficos do estudo abaixo.

Distribuição dos televisores por faixa etária:

Gráfico demonstrativo da Nielsen. Foto: Reprodução

Consumo da geração Z por dispositivo:

Foto: Reprodução

Consumo dos millennials por dispositivo:

Consumo da geração X por dispositivo:

Consumo dos baby boomers por dispositivo:

Post Autor: Comunicando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *