COMUNICANDO: E o oscar vai para

Sim carnaval no Brasil, segundo dia e todos nas mais diversas festas, e claro aconteceu uma festa que marca todos os envolvidos na magia do cinema universal: Oscar 2017.

E por isso o COMUNICANDO vaí trazer todos detalhes da premiação mas antes disso que talá conhecer a História do Oscar

O Oscar é o mais conhecido e cobiçado prêmio do cinema hollywoodiano. Oferecido anualmente pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (no original: Academy of Motion Picture Arts and Sciences ou AMPAS) desde 1929, o prêmio foi uma idéia de Louis B. Mayer, chefe do estúdio Metro-Goldwyn-Mayer(MGM). No primeiro ano, os ganhadores do troféu iam para a noite de cerimônias já sabendo quem tinha ganhado em cada categoria. Depois, a Academia passou a liberar os vencedores para a imprensa, que poderia estampar suas manchetes na manhã seguinte. Mas tudo mudou depois que o Los Angeles Times publicou a lista antes da premiação, estragando as surpresas. E assim, desde 1941, os envelopes são abertos apenas na cerimônia de entrega dos prêmios.

A votação é feita em dois turnos. No primeiro membros da Academia, pessoas ativas no processo de produção de cinema, votam dentro da sua área de atuação e têm direito a um voto também na categoria Melhor Filme. É daí que saem os indicados. Com a lista de candidatos em mãos, os jurados recebem cédulas de votação que vão decidir os ganhadores. Para ser elegível ao prêmio, o filme deve ter ao menos 40 minutos (exceto nas categorias de curtas-metragens), ser exibido em Los Angeles entre os dias 1º de janeiro e 31 de dezembro e ter cópias em 35mm ou 70mm ou digitais de 24 ou 48 quadros por segundo.

Categorias do Oscar – Som, Arte e Direção

Algumas categorias costumam confundir o público – e causar aqueles erros que impedem que você leve o bolão da empresa, e para entender melhor o Comunicando  explica agora algumas dessas premiações técnicas, separadas em três artigos:

Mas voltando a premiação que aconteceu ontem, com apresentação do comediante norte-americano Jimmy Kimmel, a cerimônia ocorreu no tradicional Dolby Theater, localizado na Hollywood Boulevard, em Los Angeles.

A categoria de Melhor Filme foi vencida por Moonlight – Sob a Luz do Luar, do diretor Barry Jenkins. Antes de o filme ser anunciado como o vencedor, porém, houve uma confusão: os apresentadores do prêmio, Warren Beatty e Faye Dunaway, tinham em mãos o envelope errado (relativo ao prêmio de Melhor Atriz, vencido por Emma Stone) e acabaram equivocadamente anunciando La La Land – Cantando Estações como o filme ganhador. Quando o erro foi percebido, um longo minuto depois, os próprios produtores de La La Land se adiantaram e convocaram ao palco a equipe vencedora de Moonlight. Foi o primeiro tropeço desse tipo em 89 anos da história do Oscar, e justamente na categoria mais importante da noite.

No entanto, a gafe não tirou de La La Land o título de filme com mais estatuetas no Oscar 2017, com seis prêmios nas categorias Melhor Direção (Demian Chazelle), Melhor Atriz (Emma Stone), Fotografia, Canção Original (“City of Stars”), Design de Produção e Trilha Sonora.

O prêmio de Melhor Ator ficou com Casey Affleck, de Manchester À Beira-Mar, enquanto Viola Davis (Um Limite Entre Nós) e Mahershala Ali (Moonlight) levaram os prêmios de Melhor Atriz e Ator Coadjuvante, respectivamente. Entre as participações dos filmes de cultura pop, a franquia Harry Potter conquistou seu primeiro Oscar com Animais Fantásticos e Onde Habitam, por Melhor Figurino, enquanto Esquadrão Suicida levou em Melhor Maquiagem e Penteado.

“Moonlight: Sob a Luz do Luar” era o verdadeiro vencedor da noite.

Confira abaixo todos os ganhadores do Oscar 2017:

Melhor filme: Moonlight: Sob a Luz do Luar

Indicados:

La La Land – Cantando Estações

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Manchester À Beira Mar

A Chegada

Lion

Até o Último Homem

Estrelas Além do Tempo

Um Limite entre nós

A Qualquer Custo

Melhor ator: Casey Affleck – Manchester À Beira Mar

Casey Affleck (Christopher Polk/Getty Images)

Indicados:

Casey Affleck – Manchester À Beira Mar

Denzel Washington – Um Limite Entre Nós

Ryan Gosling – La La Land – Cantando Estações

Andrew Garfield – Até o Último Homem

Viggo Mortensen – Capitão Fantástico

Melhor atriz: Emma Stone – La La Land – Cantando Estações

Emma Stone (Frazer Harrison/Getty Images)

Indicados:

Natalie Portman – Jackie

Emma Stone – La La Land – Cantando Estações

Meryl Streep – Florence: Quem é Essa Mulher?

Ruth Negga – Loving

Isabelle Huppert – Elle

Melhor Diretor: Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações

Indicados:

Denis Villeneuve – A Chegada
Mel Gibson – Até o Último Homem
Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar
Barry Jenkins – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor ator coadjuvante: Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Indicados:

Jeff Bridges – Até o Último Homem

Lucas Hedges – Manchester À Beira Mar

Dev Patel – Lion: Uma Jornada Para Casa

Michael Shannon – Animais Noturnos

Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor atriz coadjuvante: Viola Davis – Um Limite Entre Nós

– (Frazer Harrison/Getty Images)

Indicados:

Viola Davis – Um Limite Entre Nós

Naomie Harris – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Nicole Kidman – Lion: Uma Jornada Para Casa

Octavia Spencer – Estrelas Além do Tempo

Michelle Williams – Manchester À Beira Mar

Melhor roteiro original: Manchester À Beira Mar

Indicados:

La La Land – Cantando Estações

Manchester À Beira Mar

A Qualquer Custo

O Lagosta

20th Century Woman

Melhor roteiro adaptado: Moonlight: Sob a Luz do Lua

Indicados:

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Lion: Uma Jornada Para Casa

Um Limite entre nós

Estrelas Além do Tempo

A Chegada

Melhor edição: Até o Último Homem

Indicados:

A Chegada

Até o Último Homem

A Qualquer Custo

La La Land – Cantando Estações

Moonlight: Sob a luz do luar

Melhor edição de som: A Chegada

Indicados:

A Chegada

Horizonte Profundo: Desastre no Golfo

Até o Último Homem

La La Land – Cantando Estações

Sully: O Herói do Rio Hudson

Melhor mixagem de som: Até o Último Homem

Indicados:

A Chegada

Até o Último Homem

La La Land – Cantando Estações

Rogue One: Uma história Star Wars

13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi

Melhor filme com efeitos visuais – Mogli – O Menino Lobo

Horizonte Profundo – Desastre no Golfo

Doutor Estranho

Rogue One – Uma História Star Wars

Kubo e as Cordas Mágicas

Mogli – O Menino Lobo

Fotografia: La La Land – Cantando Estações

Indicados:

A Chegada

La La Land – Cantando Estações

Lion: Uma Jornada Para Casa

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Silêncio

Melhor direção de arte: La La Land – Cantando Estações

Indicados:

A Chegada

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Ave, César

La La Land – Cantando Estações

Passageiros

Melhor trilha: La La Land – Cantando Estações

Indicados:

Jackie

La La Land – Cantando Estações

Lion: Uma Jornada Para Casa

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Passageiros

Melhor canção: City of Stars – La La Land – Cantando Estações

Indicados:

Audition (The fools who dream) – La La Land – Cantando Estações

Can’t stop the feeling – Trolls

City of Stars – La La Land – Cantando Estações

The empty chair – Jim: The James Foley Story

How Far I’ll go – Moana

Melhor design de produção: La La Land – Cantando Estações

Indicados:

A Chegada

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Ave, Cesar!

La La Land – Cantando Estações

Passageiros

Melhor figurino: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Indicados:

Aliados

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Florence: Quem é Essa Mulher?

Jackie

La La Land – Cantando Estações

Melhor cabelo a maquiagem: Esquadrão Suicida

Indicados:

Um Homem Chamado Ove

Star Trek: Sem Fronteiras

Esquadrão Suicida

Melhor filme em língua estrangeira: O apartamento

Indicados:

Terra de Minas

Um Homem Chamado Ove

O apartamento

Tanna

Toni Erdmann

Melhor animação: Zootopia

Indicados:

Kubo e as Cordas Mágicas

Moana: Um Mar de Aventuras

Minha Vida de Abobrinha

A Tartaruga Vermelha

Zootopia

Melhor curta-metragem de animação: Piper: Descobrindo o Mundo

Blind Vaysha

Borrewed Time

Pear Cider and Cigarettes

Pearl

Piper: Descobrindo o Mundo

Melhor documentário: O.J.: Made in America

Indicados:

Fogo no Mar

I Am Not Your Negro

Life, Animated

O.J.: Made in America

A 13ª Emenda

Melhor documentário em curta-metragem: The White Helmets

Indicados:

Extremis

Joe’s violin

Watani: My homeland

The White Helmets

Melhor curta-metragem: Sing

Indicados:

Ennemis Intérieurs

La femme et le TGV

Silent night

Sing

Timecode

Post Autor: Comunicando

2 pensou em “COMUNICANDO: E o oscar vai para

    Liliane

    (28 de fevereiro de 2017 - 11:20)

    Ola, interessante seu blog, obrigada por dividir sua experiencia e talento conosco.
    quanto ao Oscar, andam acontecendo coisas estranhas nos ultimos anos rsrsrs
    agora um erro tão primario,mas errar é humano neh,então..
    mesmo assim não apaga o brilho de um evento tão lindo.
    abraços e sucesso.

      Kamila Mendonça

      (16 de março de 2017 - 16:19)

      Que bom que gostou!
      Realmente a festa foi belíssima e nós do Comunicando adoraríamos ter estado lá 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *