COMUNICANDO: Atlassian compra Trello 425 milhões de dólares

Você conhece o Trello? Ele é uma  ferramenta de gerenciamento de projetos em listas extremamente versátil e que pode ser ajustada de acordo com as necessidades do usuário. Você pode utilizá-lo para organizar as suas tarefas do trabalho, os seus planos de viagens, as prioridades de seus estudos, entre muitos outros. O Trello pode ser tanto usado por um só indivíduo como para trabalhos em equipe. E ontem ficamos sabendo que ele foi vendido pela bagatela de 425 milhões de dólares para a Atlassina!

E claro você pode saber mais sobre o que é, para que serve e como usar o Trello  CLICANDO AQUI

Vamos lá falar mais então:

Quem é a Atlassian?

Talvez você nunca tenha ouvido falar da Atlassian, mas a companhia é responsável por serviços que, ao menos no meio corporativo, são bem conhecidos, como o Bitbucket (uma espécie de concorrente do GitHub), o HipChat (serviço que rivaliza com o Slack) e o Confluence (plataforma para trabalho colaborativo).

Basicamente, a Atlassian é focada em ferramentas que facilitam o trabalho de equipes, sejam elas pequenas ou grandes. Só faltava algo que complementasse os recursos relacionados ao cumprimento de tarefas. É por isso que a compra da Trello faz sentido: o serviço facilita tanto o gerenciamento de projetos e atividades que, hoje, possui quase 20 milhões de usuários registrados.

Sobre o Trello

O serviço tem interface simples, funciona a partir do navegador (mas tem apps para Android e iOS) e oferece um modo de trabalho baseado em colunas de cartões que facilita a visualização de todas as tarefas, desde aquelas que ainda precisam ser executadas até as que já foram concluídas.

Trello

Aqui, no Comunicando, usamos o Trello para organizar pautas, e eu Kamila Mendonça o utilizo na vida pessoal também, e claro uso a versão grátis, e

Nesse ponto, surge uma preocupação: será que, na nova casa, o serviço perderá a sua essência? O risco sempre existe, mas o CEO da Trello Michael Pryor afirmou no anúncio oficial que, na verdade, a ferramenta se tornará mais interessante do que é hoje. Isso porque, com mais dinheiro, será possível aumentar os investimentos no desenvolvimento de recursos que melhoram a experiência de uso.

Como que para reforçar esse recado, o CEO da Atlassian Jay Simons disse ao VentureBeat que nenhum dos serviços comprados pela empresa nos últimos anos sofreu mudanças radicais. O executivo disse ainda que não haverá demissões — a Trello possui cerca de 100 funcionários.

A previsão é a de que o negócio seja concluído até o final deste trimestre. A Atlassian desembolsará US$ 360 milhões em dinheiro e pagará o restante em ações.

Post Autor: Comunicando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *