COMUNICANDO: Adorável Psicose por Tatielly Machado

Hoje trago o trabalho da roteirista, blogueira, atriz e psicótica Natalia Klein. É provável que você já conheça essa moça do Multishow, mas talvez não saiba que tudo surgiu com o blog Adorável Psicose. O blog que deu nome à série traz desabafos bem-humorados, desamores e reflexões cotidianas de uma jovem em busca de um bom emprego e um namorado. Os seus textos, que antes eram lidos apenas por sua mãe e amigos próximos, ganharam espaço até tomar forma e cair em um veículo grande como a televisão. Leia um trecho de um de seus desabafos publicados no blog:

Segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Da série: diálogos psicóticos

 

 

 

“Já faz quase três anos”, ele disse, num tom simpático. “Não é possível que você ainda tenha raiva de mim! ”

“Bom…”, tentei contra-argumentar, “não é que eu não goste de você… mas odiar é uma palavra forte, você não acha?”

“Como assim, eu não falei odiar. ”

Prossegui, sem prestar muita atenção no que ele dizia: “Ninguém aqui tá falando de nojo. Eu não sinto ânsia de vômito toda vez que alguém menciona seu nome numa conversa de bar. ”

“Quê? ”

“Não é que eu olhe pra você e queira socar essa sua cara estranha e desproporcional até ela ficar ainda mais estranha e desproporcional, se é que isso é possível. Quer dizer, eu disse em algum momento que sentia vontade de cuspir em cima de você? Calma aí, né?! Vamos ser sensatos. Não é como se eu desejasse que seu corpo entrasse em algum tipo de combustão interna e você explodisse e começasse a pegar fogo do nada. E depois você ficasse correndo de um lado pro outro, em chamas, urrando de dor, feito um demente dos infernos, que de fato você é. Seu demente dos infernos. ”

Ele ficou mudo.

Eu sorri e dei dois tapinhas em seu ombro, como quem diz “desejo tudo de melhor pra sua vida”. Vocês sabem, não sou de guardar rancor.

 

 

E é assim em tom divertido e inteligente que a Natalia nos conta da sua vida, das suas neuras e de sua psicose. Ela é um grande exemplo de que os blogs podem dar certo e que a internet é um espaço amplo com infinitas possibilidades. A vida pode ser psicótica as vezes, mas é com certeza adorável.

 

 

“Me contento com as pequenas mudanças que sou capaz de promover. A começar pela minha própria vida. Quando comecei a escrever este blog, tinha acabado de pedir demissão do meu antigo emprego de assistente de produção. Meu trabalho pode não mudar o mundo, mas certamente mudou a minha vida. ”

 

Natalia Klein

 

 

Post Autor: Comunicando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *