142163ccbf941e2c4bd5c6a7dccfc7c2

Aveline Grégorie é diretora de uma escola primária em Farcienne na Bélgica. Ela aproveitou a febre de Pokémon GO para estimular o hábito da leitura entre os estudantes da escola, a brincadeira foi abraçada por “caçadores” de todo país. Para isso, Aveline criou um grupo no Facebook chamado Chasseurs de Livres. O jogo funciona assim: o jogador escolhe um livro que queira doar ou compartilhar com outras pessoas, deixa em um local público, de fácil acesso, e publica uma foto no grupo, indicando onde a obra foi deixada. Depois que a pessoa terminar a leitura, ela deve devolver a obra para o seu antigo dono ou abandonar outro livro para que o próximo caçador também possa ler.

“Como eu tinha jogado “Pokémon Go” com meus alunos, eu tive a ideia de libertar os livros na natureza”, contou Aveline. “Minha filha disse que parece com a caça a ovos de Páscoa, só que com livros.”

Desde que o jogo foi criado, em agosto (12), mais 47 mil pessoas se inscreveram no grupo de caçadores de livros. A maioria dos livros é doada dentro de sacos plásticos para ficarem protegidos da chuva. Existem obras de todos os tipos, desde clássicos da literatura mundial, passando por livros infantis e de autoajuda, até romances eróticos.

O sucesso da brincadeira foi tão grande que a professora planeja agora transformar o jogo em um aplicativo para smartphones, será que bomba?

 

Por: Rogério Ramos
Fonte: Curta Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *