Artigo 95688

“Se você falar com alguém em uma linguagem que ele entende, a mensagem vai entrar em sua cabeça. Se você falar com uma pessoa na linguagem dela, a mensagem vai para o seu coração.” Nelson Mandela

Confesso que já faz algum tempo que me sinto atraído por estudos que envolvam as chamadas “conexões humanas”. Talvez pelo fato de ser publicitário, acredito que compreender o outro seja a tônica para se comunicar, viver e conviver melhor em uma sociedade cada vez mais dependente da tecnologia. As relações humanas, baseadas no olhar, no ouvir e em compreender o outro, estão cada vez mais escassas. As conversas na calçada viraram mensagens de aplicativo, abraços de aniversario viraram mensagens em redes sociais, cartas e ligações se tornam cada dia mais raros. Apresentar o produto exaltando suas qualidades já não basta, o consumidor antes puramente passivo assume hoje o papel de protagonista, com a possibilidade de pesquisar, tirar dúvidas, expressar as suas opiniões e ser ouvido.

“Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você.” Acredito que muitos já ouviram essa expressão não é mesmo? Nesse contexto tal frase deveria ser regra.

Empatia. Esse pode ser o fator determinante para o sucesso do seu negócio.

O ato de se colocar no lugar do outro, ajudar a compreender melhor o seu comportamento em determinadas circunstâncias,saber ouvir , compreender seus problemas,anseios e emoções é valorizar o consumidor,enxergar o mundo com mais clareza, reconhecer o cliente como personagem principal e entregar valor em vez de apenas produto. Lembre-se valor!

Como sabemos , que valor é algo subjetivo, o consumidor é que determina o valor de cada produto ou serviço. Mas podemos avaliar cada questão de forma mais empática possível.
Se pensarmos que qualquer estratégia de marketing visa satisfazer as necessidades de seu público-alvo e realizar seus desejos, devemos primeiramente compreender as suas emoções mais profundas e avaliar em detalhes o que eles realmente querem.

Sendo assim, acredito que a empatia deve ser o “supra-sumo” para conseguir entender melhor o seu público e avaliar em detalhe o que eles realmente querem.. Isso implica em deixar de olhar para o próprio umbigo,sair da caixinha,investir nas conexões humanas,ouvir antes de falar,respeitar o consumidor e acima de tudo o ser humano .

Compreender o que é importante para o consumidor… é ir além! Se analisarmos cuidadosamente as organizações que conseguem compreender esse ambiente, vai conseguir se comunicar melhor com seus colaboradores e o público-alvo, alvo que é na verdade composta de pessoas com sentimentos, emoção e entusiasmo.

Se você concorda que a empatia é o caminho para se relacionar melhor com os seus clientes, então fica a sugestão para começar agora mesmo!

Fonte: Administradores