Com o cansaço e o estresse do dia-a-dia, às vezes é preciso dar um tempo e respirar. Existem muitas atividades que ajudam a relaxar a cabeça: ver um filme, sair para passear, conversar com amigos. Entretanto, uma das poucas atividades que relaxam não só a cabeça, mas o corpo e muitos dizem que até a alma, é a massagem. 

Existem diversos tipos de massagens e muitas vezes não sabemos diferenciá-los e nem qual o mais adequada para nossa situação. Veja abaixo cinco ótimas opções para relaxar e faça sua escolha. 

Massagem relaxante

Massagem relaxante

Uma das mais tradicionais, presentes em quase todos os centros de massagens e spas, é a massagem relaxante, feita com movimentos leves e contínuos. “Ela ativa a circulação e auxilia na liberação de alguns mediadores químicos, que nos dão a sensação de relaxamento e tranquilidade”, explica Gilsa Santos, coordenadora do Buddha Spa.

Segundo Gilsa, essa massagem é mais indicada para quem está está estressada com o dia-a-dia e quer apenas relaxar e melhorar o sono, por exemplo.

 

 

 

Shiatsu

Shiatsu

O Shiatsu é uma massagem mais vigorosa. Além de estimular o trajeto dos músculos, ele trabalha com os meridianos do corpo – como são chamado os canais de energia corporais, de acordo com a medicina oriental. “Por trabalhar em trajetos do meridiano, ele também atua no campo energético”, explica a coordenadora.

O foco deste tipo de massagem, que usa manobras mais profundas, é trazer o relaxamento ao diminuir nódulos de tensão muscular, conhecidos também como trigger points. Por isso, Gilsa afirma que o shiatsu é mais apropriado para quem sofre com dores musculares localizadas.

 

 

 

Massagem ayurvédica

Massagem ayurvédica

“Costumamos falar que a massagem ayurvédica acalma não só o corpo, mas a alma, o espírito”, diz Gilsa sobre a terapia que trabalha os chacras energéticos, os centros de energia do corpo.

Além dos tradicionais movimentos de deslizamento, esse tipo de massagem existe a manobra de tração da articulação e também alongamento, típicos da ioga. Para melhor execução dos movimentos, as terapeutas utilizam os pés. 

“Na ayurvédica, a gente também precisa travar alguns pontos, como o sacro e a perna. Então, enquanto você faz a manobra de deslizamento no local, você está travando com o pé em outro local”, detalha a prosifissional. Além disso, Gilsa diz que os pés são um dos principais campo de troca energética.

 

 

Massagem nos pés

Massagem nos pés ou reflexologia podal

Também é chamada de reflexologia podal, pois o pé tem pontos que refletem em partes do corpo. De acordo com Gilsa, através do estímulo destes pontos é possível equilibrar o organismo, além de tratar diversos males como: dores no corpo ou nas pernas, ansiedade e insônia.

Outro ponto positivo da massagem nos pés é que os produtos usados na terapia fazem uma hidratação no local e nutrem a pele. 

 

 

 

 

Shiatsu facial

“Tanto quanto o corpo, os pés e as orelhas, o rosto também tem pontos que refletem nas vísceras”, explica Gilsa. Ela ainda lembra que o rosto tem tensão como qualquer outra parte do corpo. Para trabalhar esta área existe o shiatsu facial. 

Além dos movimentos tradicionais de massagem, esse tipo de shiatsu utliza compressas quentes e frias de chá de camomila. Elas são aplicadas na região dos olhos por dois motivos, como explica a coordenadora do spa: “Primeiro por que influencia no equilíbrio do nosso organismo, de acordo com a medicina tradicional chinesa, e segundo porque o quente e o frio estimulam um relaxamento maior do que só o quente”.

A massagem na face pode aliviar dores de cabeça, enxaquecas, dores cervicais ou da articulação temporomandibular e até melhorar os sintomas da sinusite.

 

Fonte: IG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *