0828d13a 96f9 4df4 8a1a 7867b666c6b8

erca de 6 milhões de judeus foram mortos durante o regime nazista na Alemanha. Para que eles nunca sejam esquecidos, foi criado, em Berlim, o Memorial aos Judeus Mortos da Europa – também conhecido como Memorial do Holocausto –, inaugurado em 2005.

Com o intuito criar uma sensação de desconforto, foram construídos blocos de concreto de 2,38m de comprimento por 0,95m de largura e altura variada desde 0,2m até 4,8m. No entanto, parte das 10 mil pessoas que passam pelo memorial todos os dias parecem não se importar com o significado trágico do local.

Nas redes sociais, é comum encontrar diversas fotos de pessoas tirando selfies sorrindo, fazendo malabarismos e poses de yoga, entre outros comportamentos desrespeitosos, entre os blocos ou em cima deles.

Assustado com esse comportamento, o artista israelense Shahak Shapira criou o site Yolocaust. Lá, ele reúne diversas imagens de pessoas se divertindo no Memorial aos Judeus Mortos da Europa com uma edição especial: ao fundo, os blocos foram substituídos por cenas reais do holocausto.

Legendas como “que lugar incrível” e “saltando por cima de judeus mortos” foram usados por alguns dos usuários do Instagram. Shapira deixou um e-mail de contato caso algum dos retratados queira ter sua foto removida do site.

Por Clara Novais da Claudia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *