1434982218

Desde os anos 50, o uso de celebridades em propagandas é uma estratégia recorrente e valorizada no universo da comunicação. Ao associar um rosto famoso a uma marca, espera-se influenciar o comportamento do consumidor e impactar sua intenção de compra. Embora esse recurso seja recomendado em muitos casos, o uso de uma celebridade não garante a eficiência de um comercial.

Para avaliar de maneira objetiva o impacto dessa estratégia, a Forebrain, empresa especializada em neuromarketing, lança o Brain Special Report: “A influência de celebridades na comunicação”.

O uso das ciências do cérebro aumenta a assertividade da comunicação ao entender de maneira mais profunda o impacto das celebridades. No estudo, participantes foram convidados a assistir a um documentário intercalado por intervalos comerciais. Os participantes – 1140 homens e mulheres com idade entre 18 e 50 anos, pertencentes às classes sociais A, B e C – foram monitorados pelas técnicas de eletroencefalograma e eye tracking.

O estudo avaliou 49 filmes durante 19 meses e analisou os índices de atenção, motivação e memorização para cada comercial. A análise do desempenho dos filmes mostrou que a presença de celebridades contribui para a boa performance de filmes publicitários. No entanto, esse efeito não é garantido exclusivamente pela presença das celebridades. São estratégias eficientes a fidelização de celebridades, as representações realistas dos famosos e a associação desse rosto com a marca.

Resultados:

  • Quando uma celebridade popular é retratada em situações condizentes com a sua realidade, o filme costuma ter bom desempenho. Porém, quando a celebridade é descaracterizada ou pouco destacada, o investimento feito pelas marcas acaba sendo comprometido;
  • Dependendo do tipo de produto ou serviço anunciado no comercial (por exemplo, produtos de alto valor de alto agregado), um perfil específico de celebridade é recomendado para que o filme seja eficiente;
  • O uso de celebridades como embaixadores de uma marca se mostrou altamente eficiente em provocar uma maior aproximação do espectador e memorização do conteúdo;
  • Os resultados comprovam que as celebridades podem provocar respostas de aproximação diferenciadas em função de aspectos motivacionais, de questões histórico-culturais e da própria representação da celebridade na sociedade.

Aprendizados:

  • O emprego de celebridades impacta diretamente os índices neurais avaliados, podendo ser um diferencial importante nas campanhas de comunicação;
  • Aspectos como os objetivos da marca, o tipo de produto, o público alvo e o contexto da peça deverão ser levados em consideração na hora de escolher a celebridade que apresenta maior potencial de impacto para campanha;
  • Embora as celebridades sejam consideradas um estímulo de alto impacto, sua eficiência é influenciada por questões de execução, construção e conteúdo das peças. Esta análise mostra que o uso da celebridade por si só não garante um impacto favorável da campanha;

Através da neurociência, o estudo mostrou que a valorização da presença das celebridades, assim como o uso de propostas de conteúdo que adotam representações realistas dos famosos são estratégias consideradas eficientes para potencializar o impacto das celebridades nas peças avaliadas. Um trial gratuito do estudo está disponível para download no site da Forebrain.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *