3369299346 Puts

Marketing é essencial para o sucesso de todo negócio. Conhecer seu público e saber a forma de chegar até ele é imprescindível para qualquer empreendimento. Qualquer mesmo. E é isso que a HBO mostra em sua série totalmente feita aqui. O canal retrata até que ponto as lições do mercado podem trazer êxito. Tanto para ele próprio como veículo de comunicação quanto para as personagens que estrelam os capítulos de “O Negócio”.

Em maio, a HBO Latin America estreoou a terceira temporada de O Negócio, que narra a história de Karin (Rafaela Manadelli), Luna (Juliana Schalch), Magali (Michelle Batista) e Mia (Aline Jones), jovens e sofisticadas garotas de programa de luxo que inovam ao utilizar estratégias de marketing na profissão mais antiga do mundo.

Nos últimos anos, tal qual as meninas de O Negócio, a HBO tem investido bastante no Brasil. Recentemente, lançou uma grande campanha de mídia para a série original, a primeira produção nacional a ter uma terceira temporada – e que tem uma repercussão bastante positiva na América Latina, sendo exibida também nos Estados Unidos, Ásia e agora Europa.

Para divulgar a série, o canal lançou uma campanha que contou com ativações em bares e hotéis de São Paulo. Quem frequenta o bar temático Wall Street, no Itaim Bibi, e o Dezoito Bar, na Vila Nova Conceição, foi convidado a postar fotos no Snapchat ou no Instagram – usando a hashtag #ONegocioHBO e tagueando a conta oficial @HBOBR – para ganhar uma bebida de graça.

Os hóspedes de alguns hotéis, como o Emiliano, Unique, L’Hotel Porto Bay, Maksoud Plaza (que serviu de locação para gravações dessa nova temporada da série), Park, São Paulo Mofarrej entre outros tiveram as chaves de seus quartos e os hangers – sinalização para ser pendurada na maçaneta externa – customizados com a temática da série.

A HBO também ofereceu carregadores de celular e wi-fi gratuito em diversos pontos da cidade, começando pelos táxis dos shoppings Iguatemi, JK Iguatemi, Cidade Jardim e Jardins. Durante o trajeto, foi exibido um vídeo sobre a nova temporada. Além disso, os passageiros foram convidados a acompanhar a terceira temporada da produção na TV ou na plataforma HBO GO.

Para entender melhor a articulação dessa campanha e os planos da HBO para o Brasil, a equipe do Adnews fez com exclusividade uma entrevista com o VP de marketing do canal, Fernando del Granado, direto de Miami. Confira abaixo o bate papo.

Como avalia as mudanças no mercado de TV por assinatura? Como a HBO trabalha para continuar a ser relevante em um ambiente onde o conteúdo on-demand está em constante mudança?

Uma das maiores alterações é, sem dúvida, o aumento de serviços e plataformas on-demand. Plataformas digitais como o HBO GO, estão abastecendo este novo perfil que consome conteúdo quando e onde estiver. Do ponto de vista de marketing, criamos diferentes pontos de engajamento estratégico que nos permitem falar com diferentes públicos. Estes dispositivos são uma maneira incrível de manter nosso público envolvido e aproximar o relacionamento com base em como eles consomem conteúdo. É assim que os convidamos para desfrutar de nossas histórias, quando e como quiserem.

Com o sucesso de “O Negócio”, quais são os planos futuros para a HBO no Brasil em estratégias de marketing?

Vamos continuar a apoiar nossas produções originais no Brasil. O Negócio tem sido uma experiência fantástica. Temos visto um crescimento contínuo da audiência, uma temporada após a outra. Vamos continuar e desenvolver ainda mais o envolvimento com o nosso público. Para tal, nós buscamos nos aproximarmos e fortalecer essa relação com os espectadores. É da onde pode se criar uma conexão direta antes, durante e depois de cada temporada.

As ativações de marketing para “O Negócio” ocorreram em diferentes pontos de São Paulo. Como a HBO define o seu público? E qual é a melhor maneira de alcançá-lo?

Temos diferentes tipos de público e nosso conteúdo tende a atender esta diversidade. Entendemos que nossa audiência é consumidora de entretenimento e, por isso, temos de abordá-los com uma estratégia abrangente para criar uma verdadeira experiência com a HBO.

Como é o envolvimento da HBO com seus influenciadores?

Trabalhamos com diversos deles. Acreditamos que esta é uma maneira de se conectar com os nossos consumidores de uma forma orgânica e que continua a expandir a experiência. É uma forma de estender nosso conteúdo único e exclusivo pela ótica de pessoas que também são fãs de nossas histórias e compartilham seu carinho por elas.

A campanha brasileira de “O Negócio” tem várias frentes, ativações e diferentes maneiras de falar com o público. Como são as campanhas de marketing em outros países aonde a série vai ao ar?

Elas são focadas na criação de uma forma abrangente de engajamento. Nós utilizamos diferentes canais para chegar ao consumidor final, mapeamos comportamentos e necessidades. Nós direcionamos nossas campanhas para os ambientes digitais, mostrando a importância da narrativa visual, expandindo a essência premium da HBO. Isso nos permite criar planos regionais que falam com todo o mercado, mas sempre respeitando o gosto local.

O marketing que promoveu a série “O Hipnotizador” é voltado para o internacionalismo por essa ser a primeira produção bilíngue HBO da América Latina. Como ele foi pensado?

Nós criamos todas as nossas campanhas com um foco internacional, em seu núcleo, mas ajustada às necessidades de cada mercado. Acreditamos que temos de permanecer fiel à cultura e comportamento dos nossos mercados locais, por meio de adaptações e “transculturação”, mas sem perder o alinhamento com o global. Cada caso é diferente e nós elaboramos uma estratégia baseada em um número diversificado de variáveis.

Como é a estratégia de marketing para séries no Brasil? Como são as estratégias de series já consolidadas como Game of Thrones e as mais novas, como Vynil? Quais são as diferenças da HBO no Brasil em comparação com outros países?

O Brasil é um mercado muito importante para nós. Muitas das ações que criamos para grandes séries internacionais estão alinhadas com os nossos distribuidores e parceiros. Eles nos auxiliam na promoção e alavancagem. Nós projetamos como a experiência será sentida em cada caso, dependendo de cada série. Sabemos que cada história tem algo único e é necessário criar uma conexão diferente com o público e é imprescindível inspirá-los de forma particular. No caso do Brasil, damos especial atenção ao modo como podemos estender as ações para os nossos usuários através de nossas produções originais.

Por Gabriel Grunewald

Fonte: Adnwes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *