COMUNICANDO: Nem Só De Informações Técnicas Vai Vier O Comunicando

COMUNICANDO: Nem só de informações técnicas vai vier o comunicando

Para o clube da insônia eu trago um texto incrível da Nathália Bastos que apesar de não ser colunista colaboradora fixa de nosso blog, hoje nos encanta com um post que apesar de não parecer estar conectado aos nossos assuntos diários, vão se ao encontro do que é ser um verdadeiro comunicador, o sentido da mensagem, de ser um quarto poderf!

Quem nunca se frustrou com a vida? Quem nunca se perguntou: pra que eu nasci? ou até mesmo se derramou em lágrimas e sentiu aquela imensa vontade de morrer?

Essas são as perguntas que perseguiram desde a minha adolescência, sentimentos de impotências, de achar que não sou boa o suficiente para sociedade, de nunca me achar linda o suficiente.

COMUNICANDO: Popularização do efêmero

Em alguns artigos anteriores escrevi sobre pontos do efêmero na comunicação e, consequentemente, nas formas de comportamento da sociedade. Essa semana tive a oportunidade de participar da palestra promovida pelo Sebrae Goiás com o presidente do Grupo Abril, Walter Longo,…

COMUNICANDO: Geração Z é A Que Mais Usa Devices Caros, Aponta Estudo

COMUNICANDO: Geração Z é a que mais usa devices caros, aponta estudo

Foi divulgado na semana passada o relatório Nilsen Total Audience, que aponta a aderência de diferentes gerações a devices tecnológicos. A geração Z, composta pelos chamados centennials (nascidos entre 1995 e 2010), se mostrou a faixa etária mais propensa a adotar devices caros como smart TVs, consoles de videogames e tablets, com 37%, 73% e 78% de adesão, respectivamente.

Os Millennials (nascidos entre os anos 80 e início dos 90), por sua vez, são os mais propensos a usar devices multimídia e a assinar a serviços de vídeo on demand, tendo essas práticas 43% e 76% de participação entre esta faixa etária, respectivamente. Os mais velhos, no entanto, também estão adotando a este tipo de  serviço em maior volume: 69% da geração X (nascidos nas décadas de 60 e 70) e 51% dos babyboomers (nascidos entre 1946 e 1964) assinam plataformas VOD – pelo menos 10% a mais desde o ano passado, para ambos os grupos. O uso de devices multimídia aumentou 29% entre os baby boomers em relação ao ano passado, percentual que cresceu 23% na geração X.